A Santificação

A Bíblia nos ensina que Deus nos salvou com um propósito especial em mente: “chamados PARA SERDES SANTOS” (Rm 1.7). É a vontade do Senhor que cada pecador arrependido e que deposita sua fé inteiramente em Cristo prove da mais completa santificação de vida. A santificação é uma obra sem precedentes que Deus faz no coração humano, no momento da regeneração.

1. O INÍCIO DO PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO. 

 A santificação, que é um processo no qual dia a dia nós somos moldados no caráter de Cristo, tem início com um ato amoroso e misericordioso de Deus no coração do homem. Embora o homem participe ativamente no processo de santificação ao longo de sua vida neste corpo terreno, o processo é iniciado inteiramente por Deus, soberanamente, sem nenhuma participação do homem; e nem mesmo poderia, pois seu coração corrompido de pecado jamais almejaria algo tão nobre. O Deus Santo ascende a faísca da santidade no pecador. Embora o homem natural esteja com suas armas em punho, a ponto de lutar contra Deus, o Evangelho é poderoso e derrota toda barreira gerada pela corrupção do homem. Aqui há o novo nascimento e início da obra de santificação no coração do pecador.

2. A PROCESSO DA SANTIFICAÇÃO NO DECORRER DA VIDA


 Depois que Deus dá início à obra da santificação, ele permanece sustentando o pecador com o poder necessário para fazé-lo caminhar perseverante em santidade. Nesta parte da obra da santificação, o homem participa ativamente como um agente responsável, que deve se esforçar na luta contra o pecado. Deus ordena ao homem que viva em santidade: “Portanto, santificai-vos e SEDE SANTOS, pois eu sou o SENHOR, vosso Deus” (Lv 20.7). Deus também nos deu sua lei moral, resumida nos 10 mandamentos, a fim de ensinar ao homem a viver  e crescer em santidade. Esta parte do processo da santidade em que o homem participa, é cheia de altos e baixos, pois tombamos diante de nossa natureza pecaminosa, e assim, não conseguimos observar plenamente a lei de santidade de Deus. No entanto, a boa obra de santificação que foi iniciada anteriormente por Deus, domina, e nos põe de pé novamente, para continuarmos nossa luta contra o pecado, seguindo em santidade.

Se dependesse de nossa própria força jamais retornaríamos à busca de santidade, mas existe um grande poder divino que envolve todo crente genuíno; e esse poder santificador é comandado pelo Espírito de toda Santidade, o Espírito Santo, e assim, nosso coração deseja a santidade, e nos erguemos na força de Deus. A santidade é invencível, pois a boa obra de Deus é levada a até o fim pelo Espírito Santo.

3. O PROCESSO FINAL DA SANTIFICAÇÃO

Nesta vida, mesmo em nosso maior esforço em busca da santidade, ainda vamos pecar. O pecado está em nosso coração, que é a sua fonte. Nosso esforço é para minar esta fonte, não permitindo que ela jorre em nossa vida. Devemos trabalhar para fazer morrer tal natureza: “fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena” (Cl 3.5). Quando o cristão completa os seus dias nesta vida e morre, Deus mais uma vez atua sozinho, sem cooperação do homem, aperfeiçoando-o e extirpando de uma vez por todas toda a corrupção do pecado que lhe impedia de viver plenamente em santidade.

 Deus inicia a obra da santificação sozinho; depois Ele dispõe o coração do homem a seguir em frente, dando-lhe força e poder; e finalmente completa a obra de santificação no momento da morte do crente, livrando-o de sua natureza pecaminosa. Este é o ensino bíblico sobre a obra da santificação.

Pr. Marcus Paixão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s