A Soberana Vontade de Deus em Calvino

Uma das doutrinas mais atacadas, mal compreendidas e ridicularizadas é àquela que se refere à Soberania de Deus. Convido-os a analisar atentamente as palavras do grande teólogo João Calvino. Em seguida, uma breve reflexão de suas palavras, pelo Rev Alcir Moreno. Os comentários foram extraídos do seu blog: http://www.antologiareformada.wordpress.com

“Ora, à luz desta afirmativa [Salmo 115.3] deduzimos que nada acontece por acaso, mas qualquer coisa que aconteça no mundo depende da providência secreta de Deus. Nem se deve admitir, a esta altura, aquela distinção repugnante entre a permissão e a vontade divinas. Pois vemos que o Espírito Santo, que é melhor mestre na arte da linguagem, aqui expressamente afirma duas coisas: que Deus age, e que age de acordo com sua vontade. Contudo, os fúteis especuladores dizem que essa permissão difere da vontade, como se o Senhor relutantemente consentisse naquilo que não pretende fazer! Nada é mais ridículo do que introduzir tal fraqueza em Deus! […] Ora, lembremo-nos disto: o mundo é de tal forma administrado pela providência secreta de Deus que nada acontece além daquilo que ele ordenou e decretou, e que ele merecidamente deve ser reconhecido como o Autor de todas as coisas” (João Calvino – Daniel, vol. 1, 22ª exposição, p. 300, 301).

Segue agora o Comentário:

“Comentário: Essa perícope retirada de uma das exposições de João Calvino no livro do profeta Daniel expressa em razoáveis linhas aquilo que o grande reformador acreditava acerca do governo de Deus sobre as coisas – todas as coisas – que acontecem. Calvino rejeita categoricamente a diferenciação feita entre vontade e permissão de Deus, e em linhas posteriores, nessa mesma exposição, também pincela a questão do envolvimento de Deus com a autoria do pecado. Para resumir a posição de Calvino cito mais uma frase do ilutre reformador: “Deus governa segundo sua vontade tudo quanto acontece na terra; todavia, ele não é o autor do pecado” (p. 301 da mesma exposição). Isso, entretanto, não significa que o pecado surgiu de um movimento além da ciência de Deus, mas que usando o diabo e os réprobos “Deus está agindo ali [na ocasião do pecado] de seu modo” (p. 301 da mesma exposição).”

Meus irmãos, a Soberania de Deus precisa ser entendida corretamente. Ela é totalmente abrangente. Abarca tudo! Se algo fica de fora da ação de Deus, não podemos mais falar de um “Deus Soberano”. Ou ele é Soberano ou não. Ou Deus tem o domínio absoluto sobre tudo, inclusive a vontade humana, ou ele não é o Senhor Soberano que as Escrituras descrevem. Talvez, no máximo, um Deus “quase soberano” ou quem sabe “meio soberano”, que divide-a com o homem.

Pr Marcus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s